martes, 5 de mayo de 2009

Samba pra Vinicius



Poeta, meu poeta camarada
Poeta da pesada,
Do pagode e do perdão
Perdoa essa canção improvisada
Em tua inspiração
De todo o coração,
Da moça e do violão, do fundo,
Poeta, poetinha vagabundo
Virado, viramundo,
Vira e mexe, paga e vê
Que a vida não gosta de esperar
A vida é pra valer
A vida é pra levar
Vinícius, velho, saravá

Quem dera todo mundo fosse assim feito você
Que a vida não gosta de esperar
A vida é pra valer,
A vida é pra levar,
Vinícius, velho, saravá
A vida é pra valer
A vida é pra levar
Vinícius, velho, saravá

2 comentarios:

El Mar no Cesa dijo...

Si, esta muy bien, pero despues no digas que solo yo ponga musica rara! jajaja...
Un abrazo,
El Mar.

PD: Hoy te pondre algo que te va a gustar, fijo...

Sid dijo...

Jaja, esta bien, pero es que la música brasileña tiene un estilo interesantisimo, y me llama mucho la atencion el bossa nova, me gusta la musica con guitarras acusticas.

Un abrazo Mar.